Marketing

E-mail marketing vale a pena? Confira 6 motivos para utilizar essa estratégia!

Conheça 6 motivos para utilizar o e-mail marketing em campanhas de marketing digital. Com a estratégia certa, essa ferramenta ajuda sua empresa a crescer.

Por Nerdweb - Dia 24 de Junho de 2022 às 00:06

Com tantos avanços tecnológicos e tantas técnicas de marketing disponíveis, são muitas as opções de estratégias para utilizar no mundo digital. Inovações constantes do setor publicitário podem levantar algumas dúvidas sobre certos métodos utilizados há muito tempo: se ainda valem a pena, se já estão saturados ou se caíram em desuso.

O e-mail marketing é uma ferramenta utilizada há muito tempo na internet, mas atualmente é considerada ultrapassada? Então como esse recurso pode continuar como investimento rentável? Ainda é possível manter a fidelização de clientes através do correio eletrônico?

Técnica ultrapassada?

O serviço de correspondência entre computadores surgiu na década de 1960, com uso restrito a pesquisadores da época, e se popularizou nos anos 90. Desde então, tornou-se um dos principais meios de comunicação na internet.

homem lendo e-mails

Mesmo com o crescimento das redes sociais, os e-mails continuam a todo vapor. Um dos fatores que contribuíram para isso é que o endereço de e-mail se tornou um documento obrigatório para cadastro em sites, lojas virtuais e diversos tipos de plataformas digitais.

Segundo a Statista, empresa especializada em pesquisas de mercado, o número de pessoas com e-mail deve ser de 4,6 bilhões até o ano de 2025. Portanto, assim como número de CEP ou CPF, a população ainda precisa de e-mails, seja para questões na vida pessoal ou profissional.

Só no Brasil,  são mais de 150 milhões de brasileiros na internet, segundo o relatório Digital 2020, da Data Reportal. Para que o e-mail marketing continue como uma ferramenta útil para alcançar mais clientes para qualquer empresa, alguns pontos devem ser destacados antes de investir nessa estratégia.

1. Controle dos números

Com a utilização de sistemas de gerenciamento, o alcance dos e-mails é mensurado para que os administradores tenham acesso aos números de cada remessa enviada. Dessa forma, é possível entender quais os horários do dia têm melhores respostas dos emails.

A partir dos números de acesso e pessoas alcançadas, reações e interações com links, é possível criar novas campanhas mais precisas.

2. Conteúdo personalizado

Desde o primeiro contato com a empresa, o cliente é direcionado para selecionar o tipo de conteúdo que deseja receber em seu e-mail. No momento do cadastro ou posteriormente, também é possível que o usuário defina a frequência de recebimento dos emails.

Os principais tipos de e-mail marketing: 

  • boas-vindas;
  • promoção;
  • newsletter, 
  • novidades, 
  • datas comemorativas.
  • lembrete (por exemplo, quando o cliente deixa itens no carrinho de compras).

Outra forma de personalizar o conteúdo do e-mail marketing é a liberdade criativa para formatos e tamanhos. Mensagem curta, um tutorial extenso ou uma lista, o limite de tamanho depende apenas do público-alvo e da estratégia de abordagem.

equipe de marketing planejando conteúdo personalizado para e-mail

3. Retorno financeiro

De acordo com a plataforma de e-mail marketing Litmus, o Retorno sobre Investimento (ROI) é de US$ 42 para cada US$ 1 investido em e-mail marketing.

Como o número de e-mails deve continuar crescendo nos próximos anos, essa ferramenta ainda consegue alcançar o público necessário para aumentar a lucratividade de qualquer negócio.

4. Correções

Se uma estratégia não trouxe os resultados esperados de uma newsletter, é possível buscar melhorias nas próximas semanas.

Além disso, é possível experimentar formatos novos e diferentes. Com o feedback e engajamento do público, é possível avaliar esses testes e definir novas estratégias. 

5. Automação

O mercado dispõe de uma variedade interessante de ferramentas de gestão, cada uma apropriada para as demandas e necessidades de cada empresa que utiliza e-mail marketing.

Um  dos principais benefícios de plataformas como Mailchimp, RD Station, HubSpot e ActiveCampaign é a automação do serviço, permitindo que os projetos sejam programados antecipadamente e otimizando o tempo da equipe de trabalho.

profissional de marketing trabalhando com e-mails

6. Engajamento constante

Uma pesquisa da Campaign Monitor apurou que o e-mail é 40 vezes mais efetivo se comparado ao alcance de redes sociais. Portanto, torna-se mais fácil manter contato com o público com e-mails, assim como fazer com que a empresa seja lembrada frequentemente.

Conforme cada cadastro pessoal, cada usuário receberá e-mails na frequência escolhida por ele, então a empresa aparecerá de vez em quando na caixa de entrada de cada pessoa. A principal intenção em manter esse contato constante é que os emails devem ser convertidos em leads.

Cuidado com o cancelamento

A principal razão para o descadastramento de e-mail marketing é o excesso de envios. Segundo pesquisa da HubSpot, enviar e-mails com muita frequência motiva os clientes a cancelarem suas inscrições em listas de mailing.

Apesar de poderem personalizar a frequência de recebimento, deve-se tomar cuidado para não enviar conteúdos e tipos de e-mails não solicitados ou desatualizados.

Acerte na estratégia

Agora que você conheceu bons motivos para usar o e-mail marketing, é hora de buscar quem entende o mercado atual. Com DNA digital e mais de 18 anos de experiência, a Nerdweb desenvolve estratégias e campanhas poderosas com os melhores recursos disponíveis no Marketing para que empresas cresçam cada vez mais em seus setores de atuação.

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.