Conteúdo

Marketing indireto: Entenda como utilizar na sua empresa

Saiba como o marketing indireto pode gerar um resultado duradouro para sua marca.

Por Nerdweb - Dia 09 de Junho de 2022 às 00:06

O sucesso de uma marca depende de vários fatores: reconhecimento do público, fidelidade dos clientes, um bom ticket médio e uma comunicação assertiva dentro e fora da empresa. Pensando nisso, o marketing indireto surge para atuar no campo da lembrança, quando um consumidor procura o produto ou serviço de uma marca, uma vez que ela é uma boa referência

Para construir essa “lembrança” no imaginário do público, é preciso elaborar algumas estratégias, visto que é preciso fazer com que o nome chegue até o consumidor. Independente do formato escolhido para a divulgação, a regra é clara: a mensagem precisa ser sutil e secundária. Confira detalhes sobre a prática nas linhas a seguir.

O que é marketing indireto?

Muito se fala sobre o marketing direto, aquele que busca vender algo de forma explícita. No entanto, o marketing invisível é uma estratégia dentro deste campo de divulgação, mas é destinada para quem deseja obter retorno a longo prazo. Em resumo, a ideia final é que as pessoas se lembrem de um produto comercializado ou um serviço prestado por meio de uma memória induzida.

A indução desta lembrança pode partir de diversos pontos. Um dos mais comuns é por meio de produtos audiovisuais, ou seja, novelas, séries e filmes. Muitas vezes, eles exibem personagens consumindo algo de uma empresa, mas sempre de forma natural. Isso configura uma propaganda espontânea, sem um propósito de venda imediata. 

Existem outros casos, como as propagandas de patrocínio em camisas/bonés, geralmente de clubes, que também simbolizam um formato sutil de expor a marca. Essas e outras soluções são parte de uma construção gradual de branding e credibilidade. Elas se assemelham, entre muitas aspas, ao marketing boca a boca, aquela tradicional recomendação de um nome a pessoas próximas. 

Em um primeiro momento, pode existir uma dificuldade de diferenciar o que é direto e indireto. Por isso, acompanhe a diferenciação abaixo.

Marketing direto vs. Marketing indireto

Ações diretas são aquelas com o objetivo de conversão em vendas, mesmo que a médio prazo. Elas acontecem na maior parte do tempo e podem estar em diferentes canais, como na TV ou no feed do Instagram. Nas redes, é possível encontrar publicações de uma empresa em que o objetivo de venda é mais direto ou conteúdos de cunho informativo, que dispõem do objetivo de engajar o cliente. De uma forma ou de outra, a empresa evidencia sua presença e sua meta: a venda. 

mega fone anunciando produtos a venda

As propagandas diretas aparecem, via de regra, com verbos no imperativo: compre, conheça, considere, veja, acesse, e assim por diante. Essas táticas buscam atrair o cliente para um site ou um app e, em alguns casos, até mesmo para o espaço físico. O ponto de partida é a palavra de ordem.

Na contramão desta tendência, o marketing indireto surge com a proposta de apresentar a marca fora de um contexto publicitário. A ideia é fazer com que a empresa seja exibida de forma secundária, mas que represente algo presente na rotina das pessoas envolvidas. Portanto, não há mensagens que induzam uma compra, um clique ou uma visita à loja, por exemplo. 

Vantagens e desvantagens da estratégia

Assim como todas as estratégias, o marketing indireto possui pontos positivos e negativos. Entre as vantagens, é possível destacar o investimento em branding e reconhecimento, bem como a ampliação do  campo de ações. Assim, pode-se pensar no processo de construção de uma marca no campo da esfera pública e também moldar os valores que se deseja transmitir para os consumidores. 

No quesito de estratégias, quanto mais abrangentes, melhor. O marketing direto não substitui o invisível e vice-versa. Juntos, eles caminham de forma paralela, mas rumo a uma trajetória que contempla resultados a curto, médio e longo prazo. 

Por outro lado, as desvantagens mencionam o investimento neste tipo de ação, uma vez que elas podem custar mais do que estratégias com amplitude menor. Outro ponto é que, diferentemente de outros formatos, a publicidade disfarçada esbarra em uma grande dificuldade de ser mensurada.  

Esses aspectos devem ser pensados com cautela para indicar à empresa se o projeto pode ser uma opção viável ou não. Caso a resposta seja positiva, vale considerar algumas estratégias, como as listadas mais abaixo.

Como aplicar na empresa?

Depois de ler tudo isso, você deve estar pensando em como isso se traduz na realidade. Algumas opções, na verdade, são mais simples do que se imagina. Confira:

Produtos audiovisuais

Esta possibilidade abarca muitos meios, como filmes, novelas, séries e até comerciais de TV (desde que seja implícito). É comum assistir um clássico das telinhas e se deparar com uma rede de cafés famosa, uma bebida conhecida ou até mesmo uma marca de carro de destaque, por exemplo. Isso ajuda a consolidar o reconhecimento de uma marca ou a conquistar o espaço que se deseja obter.

As telenovelas comumente investem em propagandas indiretas ao longo das transmissões, de modo a encaixá-las no contexto do personagem para tornar a narrativa – da publicidade e da história – cada vez mais próxima da realidade. 

Conteúdo para a internet

Aqui é preciso tomar cuidado. Conteúdo para a web não se resume a posts de divulgação da marca. Neste caso, a ideia é apresentar a empresa de forma sutil em um vídeo ou outro formato, com alguém utilizando o serviço ou produto. 

homem criando conteúdo em vídeo para web

Os influenciadores são opções que podem ajudar neste sentido, desde que façam a apresentação de forma descontraída e sem o peso do cunho publicitário. 

Camisas de clubes e ações em estádios 

Quando se fala em marketing, muitas pessoas pensam em estratégias digitais, principalmente em tempos tão automatizados. No entanto, soluções tradicionais também podem ser válidas, como é o caso de estampar camisetas de times ou expor placas ao redor de arquibancadas no estádio.

O chamado marketing esportivo é um ramo de destaque e pode ser considerado, sobretudo entre empresas que contêm adesão significativa desta parcela em seu público consumidor. Vale reforçar que, antes de escolher esta opção, é preciso avaliar a efetividade dela neste nicho, visto que o esporte é um ramo bastante segmentado. 

torcedores com camisa do time

Backdrops

Apesar de ter um nome difícil, o backdrop nada mais é do que o estande ou o banner que fica posicionado estrategicamente em eventos, inclusive em entrevistas esportivas. Ele tem bastante adesão entre coletivas de imprensa do ramo dos clubes e serve como uma alternativa para evidenciar a marca de maneira secundária. 

Dessa forma, a marca consegue obter uma visibilidade interessante por meios alternativos, uma vez que aparece nas gravações e nas transmissões dos mais variados veículos que vão exibir as conversas com os entrevistados. 

Games

Nada como conciliar lazer e divulgação. O universo dos games é frutífero em muitos aspectos, tanto pela abrangência, quanto pelo poder de convencimento que ele exerce. Em jogos de esportes e de corridas, por exemplo, é comum ver a divulgação de marcas que aparecem durante a jogatina. 

Assim como algumas estratégias, esta também tem um público bem segmentado e precisa ser avaliada com cautela. 

Agora que você já sabe tudo sobre o marketing indireto, vale a pena considerar se é uma opção válida para a sua empresa. Mas, como destacado, ela precisa caminhar junto com outras ferramentas para alavancar a empresa. Para ficar por dentro de todas as dicas neste sentido, acompanhe o blog da Nerdweb e saiba tudo sobre marketing digital e redes sociais. 

Fonte(s):

Neil Patel e Rock Content

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.