E-commerce

Marketplace: saiba tudo sobre esse modelo de vendas

Você sabe o que é marketplace? Fizemos um artigo com tudo o que você precisa saber sobre esse modelo de vendas da internet. Saiba mais!

Por - Dia 02 de Fevereiro de 2021 às 00:02

Assim como o e-commerce, o marketplace é uma alternativa que está em alta no momento quando o desafio envolve vendas on-line.

 A tradução do termo marketplace envolve duas palavras: mercado e lugar. Em resumo, o marketplace é uma plataforma que conecta vendedores e clientes que se encontram em uma espécie de shopping virtual para fazer transações de produtos e serviços.

Se antes das transformações digitais aceleradas no contexto pandêmico o marketplace já era uma alternativa promissora para empreendedores, atualmente é indispensável e muito atrativa já que para começar a vender, não é necessário ter um investimento inicial tão alto.

Quer saber quais são as vantagens e diferenciais do marketplace, as diferenças entre esse modelo de venda e um e-commerce tradicional, além de dicas de como começar a usar essa plataforma para fazer suas vendas on-line? Esse artigo é para você. Continue lendo e saiba os pontos mais relevantes que envolvem esse assunto!

O que é marketplace?

O que é marketplace, afinal? Apesar das semelhanças com as lojas virtuais, marketplace não é e-commerce (mais à frente, vamos explicar sobre as diferenças entre os dois modelos de negócio).

Essencialmente, marketplace é um espaço virtual onde as pessoas podem fazer ofertas de serviços e produtos e se conectar com seus clientes. Ou seja, marketplace é basicamente uma grande feira onde vários vendedores e clientes fazem negócios, mas tudo acontece na internet.

Um exemplo de marketplace famoso  é o Mercado Livre — a empresa mais valiosa da América Latina (avaliada em US $60.664 bilhões),  de acordo com uma pesquisa da Economática publicada no Valor Econômico.

Além do Mercado Livre, existem outras marcas consolidadas no mercado que também aderiram a esse grande shopping virtual para expandir o mundo dos negócios virtualmente. São elas:

  • Shopee;
  • Amazon;
  • OLX;
  • Netshoes.

Outro exemplo interessante é o próprio marketplace do Facebook que funciona como um espaço de classificados, no qual as pessoas que estão cadastradas na rede podem fazer anúncios, incluir descrições de produtos e até inserir botões e hiperlinks que direcionam o potencial cliente para uma conversa no WhatsApp ou site de vendas.

Como funciona o marketplace?

O primeiro passo para utilizar esse modelo de venda é fazer o cadastro na plataforma desejada e montar um perfil do seu negócio. 

Geralmente, o cadastro passa por análise do administrador do espaço e após esse processo é possível cadastrar os produtos, inserir descrições, valores, forma de pagamento e negociar. 

Existem perfis muito diversos para os marketplaces, mas uma característica inconfundível deste modelo de negócio é que o marketplace funciona como um grande shopping center on-line, já que os clientes acessam o site e podem conferir muitas lojas ao mesmo tempo, sem sair de casa.

Quais as diferenças entre marketplace e e-commerce?

Muitas pessoas pensam que marketplace e e-commerce são a mesma coisa e é perfeitamente natural confundir os conceitos. Ambos são modelos de negócio virtual com a finalidade de promover o comércio virtual. No entanto, é importante frisar que marketplace e e-commerce não são a mesma coisa. Entenda:

O marketplace é um espaço que abriga várias empresas, o e-commerce é direcionado

Ao acessar uma loja virtual de uma determinada empresa, você não terá que disputar espaço com a concorrência. Afinal, o e-commerce só tem um dono. Já o marketplace funciona como um mercado que pode abrigar diversas lojas on-line, de vendedores diferentes.

Ou seja, o marketplace é uma plataforma muito mais ampla, com várias possibilidades de transação. Inclusive, é muito comum que os clientes encontrem os mesmos produtos com preços distintos se fizerem uma pesquisa com mais de um vendedor. Isso é excelente para os consumidores e desafiador para os vendedores que divulgam seus produtos e serviços.

A logística do marketplace muda

Em uma loja virtual tradicional, o proprietário (a) é responsável por gerenciar todo o estoque das suas mercadorias. No marketplace, isso muda. A plataforma funciona como um canal de promoção dos produtos e serviços de várias empresas.

Na prática, o empreendedor anuncia o produto e o marketplace registra as vendas, recebe uma porcentagem e repassa o valor às marcas. A operação logística é muito mais prática desta forma já que as pessoas que vendem se preocupam com uma parte do processo e são responsáveis pelo envio do produto, mas em contrapartida já contam com uma estrutura pronta para vender.

Você pode começar a usar o marketplace, mesmo sem ter um site

Investir nas vendas pela internet éum pré-requisito para qualquer empreendimento que deseja prosperar atualmente.

Um estudo realizado pela PayPal Brasil revela que somente em 2020, houve um aumento de mais de 40% no número de lojas que funcionam apenas pela internet. Há diversos fatores que influenciam esse novo momento e a crise sanitária mundial da covid-19 é um deles.

Com isso, muitas pessoas que estão vendendo pela internet ainda estão se adaptando às mudanças. Uma característica muito forte do marketplace é o formato democrático já que, diferente do e-commerce tradicional, os comerciantes podem começar a vender mesmo sem ter um site no início. Basta fazer o cadastro na plataforma.

Vale a pena ter um marketplace?

Agora que você sabe o que é um marketplace e quais as diferenças em relação ao 

e-commerce, provavelmente você deve ter alguma dúvida sobre as vantagens e desvantagens de apostar nessa solução. 

Vantagens

Quais são as vantagens de estar em um marketplace? Quando optar por esse modelo de negócio? Se você se identifica com essas dúvidas, saiba que é normal. Por isso, reunimos os benefícios que essa escolha pode trazer para sua empresa. Saiba quais são nos tópicos a seguir:

Maior visibilidade para empresas

As plataformas de marketplace são uma excelente alternativa para quem vai começar a vender on-line. No início do artigo, citamos o exemplo do Mercado Livre que é um dos marketplaces mais populares. Segundo a própria empresa, atualmente há mais de 10 milhões de vendedores cadastrados no sistema e 34 milhões de compradores ativos e 

Ou seja, o marketplace pode trazer mais visibilidade para sua marca que passa a ser divulgada em sites com grande número de buscas. 

Claro que o cadastro no local certo, de acordo com os objetivos do seu negócio é o primeiro passo para construir uma estratégia de sucesso, mas também é muito importante investir em boas estratégias de marketing para atrair os clientes, seja na descrição do produto, no atendimento, na exibição de fotos e vídeos de qualidade, entre outras ações. Fica a dica!

Custo acessível

Desenvolver um e-commerce do zero requer um investimento considerável para pagar a equipe de programação, otimização de site com estratégias de SEO para rankear no Google, hospedagem, manutenção e estratégias de marketing. 

Se você não tem como iniciar seu negócio on-line dessa forma, o marketplace oferece um custo mais acessível. As plataformas deste modelo já são estruturadas e você só precisa fazer o cadastro da sua empresa e personalizar sua vitrine.

Em algumas parcerias, é comum ter que pagar um plano mensal não se preocupe, geralmente o valor é baixo).

Em outras plataformas como o Parceiro Magalu, vinculado à Magazine Luiza, à adesão ao marketplace é  100% gratuita e os empreendedores repassam apenas comissões  de à marca, mas, em contrapartida, ganham todo o suporte necessário, desde a divulgação até a entrega do produto para o cliente via Correios.

Facilidade para anunciar produtos e gerenciar vendas

Dúvidas sobre como anunciar no marketplace? Não se preocupe porque esse processo é simples. A maioria das plataformas oferece conteúdos informativos sobre como montar seus classificados em poucos minutos, o que é uma grande vantagem deste modelo de negócio.

Além disso, você pode acompanhar a evolução das vendas quando quiser, já que as plataformas contam com um dashboard para gerenciar seu negócio virtual com mais facilidade. 

Destavangens

Assim como existem vários benefícios em usar o marketplace, é normal que esse modelo tenha algumas desvantagens. Abaixo, listamos alguns pontos para você ficar de olho.

Concorrência acirrada

Se por um lado, o marketplace é um ambiente que pode trazer muita visibilidade para sua loja, por outro existe uma concorrência acirrada já que muitas pessoas disputam a atenção do consumidor na plataforma.

Por isso, não basta aderir ao modelo de negócio para ter sucesso nas vendas. É importante trabalhar o branding da marca, oferecer produtos de qualidade, investir em estratégias de marketing complementares e trabalhar com ações para fidelizar os clientes.

Possibilidade de comissões altas

Antes de escolher o marketplace ideal para divulgar seu negócio, preste bastante atenção na tabela de comissão de quem cede esse ambiente para você fazer suas vendas. 

Se a comissão paga for muito alta, isso pode elevar o custo do seu produto e não ser tão vantajoso quanto fazer as vendas em uma loja virtual própria e ficar com a maior parte do lucro.

Personalização limitada

Ao contrário de uma loja virtual, o marketplace conta com layouts mais definidos e você não consegue ter tanta liberdade para personalizar sua vitrine com a cara da sua marca. Um site desenvolvido do zero custa mais caro, mas existe essa vantagem a longo prazo.

Para quem está começando ou quer apenas expandir as vendas em outro canal, essa desvantagem não é tão crucial para tomar a decisão de ter ou não um marketplace, mas vale a pena analisar as possibilidades de acordo com o seu objetivo.

Precisa de ajuda? Conte com a Nerdweb!

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você comerciante que deseja conquistar mais clientes pela internet. Em resumo: o marketplace é um modelo de venda que pode ser muito interessante para exibir seus produtos nos mesmos canais que grandes varejistas fazem negócios virtualmente.

Inclusive, essa estratégia pode até fortalecer o seu e-commerce, caso você tenha um. Mas não se esqueça: independente do formato do seu negócio ser uma loja virtual ou uma plataforma de vendas, você precisa investir em marketing digital para posicionar sua empresa no mercado, atraindo e fidelizando os clientes certos.

….

Ainda com dúvidas sobre o marketplace ou precisando de ajuda para vender pela internet e conquistar a confiança dos seus clientes? Converse com os especialistas da Nerdweb!

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.