Marketing

5 tendências de marketing digital para 2019

Confira quais são os movimentos mais fortes no mercado e saiba como preparar a comunicação da sua empresa desde já para que ela esteja pronta para o ano seguinte.

Por Nerdweb - Dia 13 de Agosto de 2018 às 20:08

As regras que funcionam no mercado hoje não são as mesmas que funcionarão amanhã. Como um segmento dinâmico, o marketing está em constante mudança e não observar as tendências pode fazer com que a sua empresa perca posições. Assim, se preparar desde já para as tendências de marketing digital em 2019 é fundamental.

Grande parte das empresas utiliza dos meses de setembro e outubro para começar o planejamento do ano seguinte e em se tratando de marketing essa é a melhor estratégia a se adotar. Nesse artigo, falaremos sobre cinco tendências que estão se desenhando para o marketing digital em 2019. Esteja preparado para sair na frente dos seus concorrentes:

1. Inteligência artificial: muitas empresas estão apostando nisso

Os termos inteligência artificial e machine learning nunca estiveram tão em evidência como agora. O grande salto nesse setor se deve especialmente à acessibilidade desse tipo de tecnologia. Hoje, temos bots que podem conversar com os consumidores via chat, temos a automação de processos e novas formas de aprimorar a eficiência do trabalho.

O que antes demandava muito trabalho em programação, hoje pode ser configurado em poucas horas mesmo por pessoas que não sejam especialistas. E mais: os recursos de machine learning tornaram muitos softwares inteligentes, capazes de “aprender” com as nossas rotinas e sugerir melhorias ou maneiras de se economizar tempo e dinheiro.

Portanto, fique atento às novas ferramentas que devem surgir, auxiliando os especialistas em marketing digital a analisarem mais informações em menos tempo. Cada vez mais, entender peculiaridades dos consumidores e saber fazer o cruzamento de dados corretos terá maior importância.

2. O vídeo vai continuar dominando a internet

Há alguns anos, o jornal Washington Post previu que em 2019 o vídeo representaria quase 80% do tráfego da internet. Ainda é cedo para afirmar se eles acertaram a previsão, mas tudo indica que esse é mesmo um caminho sem volta. Boa parte do público prefere assistir a um vídeo do que ler um texto – e isso muda completamente a forma de comunicação.

Há que se atentar, no entanto, que o marketing em vídeo deve propor um conteúdo planejado, e que seja o que os consumidores querem, da forma que eles desejam e disponível para ser consumido em qualquer lugar. Os dados indicam que a estratégia funciona. Segundo a HubSpot, adicionar um vídeo a um e-mail pode aumentar a taxa de cliques em até 300%.

Vale a pena, portanto, ser criativo e quebrar a cabeça para encontrar formas de usar o audiovisual para estimular os seus consumidores.

3. As buscas por voz tendem a aumentar

Dados do ComScore apontam que até 2020 pelo menos metade de todas as buscas feitas na internet serão executadas via comandos de voz. Isso significa uma mudança de paradigma: em vez de conteúdos criados “para SEO”, cada vez mais teremos a necessidade de produções voltadas para atender as demandas de quem faz buscas usando uma linguagem natural.

Em outras palavras, isso significa que não basta mais apenas seguir a “receita de bolo” para ranquear bem nos buscadores. Será preciso criar conteúdo de qualidade, com informação realmente relevante e que não seja uma mera cópia ou clickbait. Ou você responde a dúvida do seu leitor ou será deixado de lado.

Portanto, mantenha o foco na criação de conteúdo de qualidade e conte sempre com especialistas para identificar quais são os temas quentes e qual é a melhor maneira de dialogar sobre eles com o seu público.

4. Realidade aumentada e realidade virtual: indo além da web

Praticamente todas as fabricantes de smartphone decidiram incluir em 2018 em seus produtos ferramentas capazes de adicionar mais interatividade aos conteúdos. A realidade aumentada e a realidade virtual são tendências já de 2018, mas que devem ampliar o alcance nos próximos anos em razão do grande número de desenvolvedores que trabalham nesse campo.

A ideia é usar a tecnologia para criar experiências inesquecíveis para os seus consumidores. Por exemplo, sem sair de casa será possível provar roupas virtuais como se você estivesse diante do espelho. A gamificação de muitas tarefas também pode servir como uma forma de despertar a atenção daqueles que passeiam por um shopping ou supermercado.

As informações extras virão do mundo virtual, dando suporte às compras no mundo real. Essa característica pode revolucionar a relação entre as empresas e os seus clientes.

5. Anúncio deve ser sinônimo de criatividade

Os formatos tradicionais de anúncios têm retornos cada vez menores. Isso não é culpa de uma eventual diminuição na audiência de certos sites, mas sim de uma mudança no comportamento do público. Bloqueadores de anúncios e a padronização dos formatos em pontos específicos das páginas faz com que os consumidores ignorem cada vez mais esse tipo de exposição.

Para contornar esse problema, os anúncios precisam ser nativos, ou seja, fazer parte do conteúdo. Eles precisam se tornar menos irritantes e agregar valor à experiência de uso dos consumidores. O uso de ações de branded content seguirão em alta, de forma que as marcas precisam se preocupar em ser mais autênticas e, de fato, dialogar com os seus clientes.

Quer fazer a sua empresa decolar no digital? Fale com a Nerdweb!

Fonte(s): SEMRUSH e Administradores

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.