Design

O que é Landing Page e como fazer para elas terem muita conversão?

Entenda o que significa Landing Page e veja sete dicas para fazer o bom uso desta estratégia para gerar clientes e vender muito mais.

Por Nerdweb - Dia 20 de Março de 2020 às 00:03

Mas como fazer uma Landing Page que faça diferença nos seus negócios? Somente ter uma página no ar não adianta mais, pois todo mundo está adotando este tipo de estratégia no meio digital. Se você quer converter seus leitores e espectadores em vendas, preste muito atenção nas sete dicas que vamos dar a seguir:

O que é uma Landing Page?

Uma Landing Page é uma página de destino cujo objetivo é transformar o tráfego de pessoas em leads e leads em clientes. Ela é planejada com foco total na conversão.

Em outras palavras, são as páginas que capturam informações dos visitantes por meio de uma oferta, formulário ou ação (CTA - Call to Action) com o intuito de gerar a venda de um produto ou serviço.

Em uma tradução literal, ou em um contexto geral, a Landing Page é a página de destino. Basicamente, faz referência à página que a pessoa acessa o seu site e, portanto, a que ela vê primeiro.

Porém, para o marketing digital, elas têm objetivo bem definido: captar e converter. Para isso, elas geralmente têm menos botões ou links do que a home do site, conta com informações mais centradas e chamativas.

Seu design e organização são estruturados com o intuito de conduzir o público a ações. Por isso, quando você cria uma Landing Page, o seu foco deve ser o de convencer o visitante a tornar-se um possível cliente. 

Para isso, você vai disponibilizar algumas informações sobre o seu produto ou serviço e em troca obter algum dado da pessoa capaz de transformá-lo em um lead rastreável. 

É por isso que normalmente as Landing Pages apresentam conteúdo, material digital ou o fornecimento de e-books gratuitos mediante cadastro.

Além disso, elas são ótimas ferramentas para nutrir o relacionamento com o público. Isso significa que a partir da Landing Page, e do material disponibilizado nelas, é possível aproximar a relação com as pessoas, gerando mais confiança e empatia entre marca e cliente. 

Com mais informações sobre quem visita seu site, coletando informações sobre os interesses e contatos, é possível segmentar ações específicas e focadas no estágio da jornada de compras que cada pessoa está. Ou seja, uma Landing Page bem estruturada é um passo inteligente em direção às ações assertivas.

O que priorizar em uma Landing Page de sucesso? 

Há alguns elementos essenciais na construção de uma Landing Page de sucesso, seja para vender ou captar leads. Cada um precisa ser planejado criteriosamente, sempre considerando os objetivos e segmento do produto. Porém, é preciso ter atenção aos seguintes pontos: 

Oferta: precisa gerar valor e criar o desejo do público; 

  • Título: tem que ser claro, objetivo, verídico e persuasivo; 
  • CTA: precisa ser intuitivo e fácil de identificar, por exemplo, "baixe agora", "acesso o conteúdo completo", "acessar o curso". 
  • Conteúdos visuais: vídeos, fotos e ilustrações precisam ser coerentes e harmônicas com o tom do conteúdo escrito e os objetivos da Landing Page; 
  • Texto: de forma clara e objetiva, precisam ser informativos e sanar dúvidas;
  • Formulário: precisa ser de fácil preenchimento, intuitivo e encontrar harmonia entre objetivo e o mais completo possível para a sua necessidade.

Como criar uma Landing Page para ter muita conversão?

 

Criar uma Landing Page para ter muita conversão não precisa ter uma tarefa difícil. Apesar de haver alguns cuidados na escolha dos Call To Actions, cores e organização das informações, fazer uma página atrativa e eficiente pode ser mais simples com algumas dicas.

É preciso considerar sempre os objetivos da Landing Page e os seus conhecimentos sobre o comportamento do público. Isso, sempre, é determinante para escolher as melhores estratégias. 

Além disso, vale ficar de olho nos resultados e observar quais táticas funcionam melhor.

Confira quais pontos são fundamentais para uma Landing Page de sucesso:

1. O primeiro scroll

A primeira porção de tela da página é a mais importante. Lembre-se que, no jornal e revistas, a “matéria de capa” sempre fica destacada por primeiro. É o mesmo caso aqui. O conteúdo mais importante precisa estar em evidência no primeiro scroll.

Além disso, evite menus (header) super altos para não empurrar essa área Premium demasiadamente para baixo, sobretudo se o seu site for responsivo. Vale muito a pena também configurar as páginas para carregarem tamanhos de texto menores no mobile para não ficarem muito longas.

O objetivo dessa dica é um só: fazer com que o conteúdo mais fundamental nunca passe batido, não importando o dispositivo que o seu usuário está acessando.

2. Escolha cores complementares para criar contraste

Chamar a atenção visualmente é um dos pontos mais estimulados em uma Landing Page. Não é para menos, quando você consome, a embalagem ou o comercial do produto contam bastante para uma experiência mais gratificante, não é?

É por isso que estudar bem as cores e uma identidade visual moderna ajudam a gerar credibilidade e despertar desejo. Estude a psicologia das cores e use serviços como o Adobe Color CC, que ajuda a criar combinações de cores nos mais variados tipos de regras:

  • Análogo;
  • Monocromático; 
  • Tríade; 
  • Complementar; 
  • Composto; 
  • Sombras; 
  • Personalizado. 

Neste caso, usar o Complementar é uma boa dica, pois ele vai selecionar cores opostas no Círculo Cromático e você pode realizar o contraste.

3. Aposte no SEO para Landing 

Ao planejar uma Landing Page, as palavras-chave geralmente já são bem trabalhadas e, com isso, é mais fácil melhorar o ranqueamento no Google. Porém, com mais alguns cuidados, é possível otimizar o posicionamento e captar muito mais leads. 

Algumas estratégias incluem aplicar táticas de SEO na Landing Page assim como aplicaria em um conteúdo para ranqueamento no Google: 

  • Aposte em palavras-chave relevantes; 
  • Faça boas descrições na meta description; 
  • Use uma URL que faça sentido e seja amigável ao compartilhamento. Ou seja, evite endereços muito longos; 
  • Escolha títulos objetivos, precisos e informativos, trabalhando com termos importantes.

4. Não se esqueça do conteúdo multimídia

O ser humano é visual. Se a sua Landing Page for apenas em texto corrido, a chance de ela ser desprezada aumenta consideravelmente. Use imagens e vídeos para prender o leitor, intercalando em blocos com textos curtos e diretos.

A ideia é transformar a página quase em um infográfico, que torna a navegação mais fácil e intuitiva. 

Vale lembrar que o conteúdo é mais do que só o que está escrito, pois envolve também os sentidos transmitidos pelas cores e imagens.

O ideal é que os recursos visuais sejam adequados ao produto ou serviço oferecido. Nessa hora, é interessante humanizar a mensagem, torná-la mais afetiva e próxima do público.

Cuidar com a escolha de fotos e ilustrações, garantindo que haja harmonia entre as informações é indispensável. Além disso, a Landing Page precisa ser realmente informativa. Então, apostar em fotos reais dos produtos, quando possível, pode ser uma boa escolha.

5. Crie um senso de urgência

O texto da sua Landing Page precisa ser marketeiro na medida certa. Você não pode se vender demais e nem oferecer algo que não pode cumprir no prazo informado. Contudo, é válido usar uma abordagem que dê ênfase na alta demanda do produto, levando a crer que a sua venda é limitada.

Isso é o senso de urgência. Ou seja, criar a noção de que há um limite de vagas, de tempo ou de compra para aquele determinado produto, fazendo com que a aquisição não seja deixada para depois. 

Além disso, usar recomendações de clientes e reviews é altamente proveitoso se você endossar com honestidade. Se quem gosta do seu produto ou serviço depor a seu favor, a chance de que outras pessoas sintam mais segurança aumenta.

Nós, seres humanos, buscamos a confirmação social a todo momento. Se mais usuários pensam igual a nós, isso pode virar um fator decisivo de compra. 

Por fim, sempre tenha um botão bem grande em evidência com uma chamada para ação (CTA). Ele pode ser um formulário de cadastro ou um login. Deixe-o sempre à vista, seja pelo header ou no primeiro scroll. Lembre-se que é essa ação que permitirá prospectar novos clientes depois.

Outra dica: ofereça benefícios e não recursos. O cliente sempre busca a solução de um problema. Apresentar soluções é mais eficiente que apenas listar funcionalidades.

6. Use marcadores (bullets) e palavras-chave

Os textos precisam ser bem diagramados. Os seus clientes nem sempre lêem tudo e acabam pulando de bloco em bloco na busca de algo que prenda sua atenção. Sendo assim, colocar textos muito largos ou longos complicará a vida do usuário.

É neste momento que o uso de marcadores ajuda a evidenciar a informação útil e ao mesmo tempo estruturar visualmente o conteúdo para manter a audiência interessada. Também é vital exaltar as palavras-chave no título, URL e primeiro parágrafo do texto, ajudando o trabalho dos buscadores a categorizar a sua página.

Outra dica é colocar a chamada da ação na própria URL. Adicionar “/compre-o-produto-x” na página do CTA dá a certeza que o usuário encontrou o próximo passo.

7. Fale diretamente com o usuário

Imagine que o seu futuro cliente é um amigo que está do outro lado da mesa. Portanto, sua linguagem deve ser simples, direta e falada em primeira pessoa. Palavras como “seu, sua” ou “você” dão um tom mais pessoal que faz com que o cliente preste mais atenção.

Quanto mais eles gostarem do seu diálogo, maior a chance de se sentirem predispostos a testar o que você está oferecendo.

8. Evite poluição visual

Existe uma força no universo que fica latejando na cabeça de qualquer empreendedor em como ele deve colocar todas as vantagens do seu produto ou serviço na Landing Page. Afinal, ele estudou por alguns meses os concorrentes, o mercado e toda essa energia precisa se converter em algo produtivo.

Mas calma lá! Pense que esta é a primeira vez que os possíveis clientes vão ter contato contigo. Bombardeá-los com muita informação pode, na maioria das vezes, ser prejudicial. 

Aliás, muitas vezes você não tem nem certeza ainda do público que conseguirá direcionar. Vai que os cadastros obtidos provem que você deve realizar mudanças na sua estratégia porque o público mudou?

Portanto, limpe a página, atenha-se aos pontos mais importantes e permita que o usuário possa encontrar informações adicionais apenas se desejar. É claro, tenha certeza que toda informação essencial está presente.

9. Use Testes A/B 

 

Uma das formas de saber, na prática, o que funciona na hora de converter leads é aplicar o teste A/B. Basicamente, a ideia é perceber quais mudanças auxiliam - ou prejudicam - as conversões. 

Para isso, são disponibilizadas páginas com mudanças de um único elemento para avaliar os impactos. Por exemplo, é possível trocar a cor do CTA ou a posição dele. Assim, com a testagem frequente, é mais simples construir Landing Pages, e outros materiais, muito mais eficientes, com base no comportamento do público que está acessando o seu site. 

Alguns dos pontos que podem ser testados são: 

  • Imagens e ilustrações; 
  • Cor das letras; 
  • Cor do CTA; 
  • Texto do CTA; 
  • Posição do CTA; 
  • Disposição de elementos no geral; 
  • Título.

10. Foco no formulário

Os formulários são o ponto determinante da Landing Page. Afinal, o objetivo de cada elemento é levar o público ao preenchimento dele.

Dessa forma, o formulário precisa ser bem organizado, simples e, ao mesmo tempo, completo. Para a empresa, o ideal é coletar todas as informações relevantes para conhecer os interesses de clientes, bem como seus contatos. Porém, colocar muitos campos, solicitando muitas informações, pode ter um efeito bem indesejado: a desistência. 

Ou seja, quanto mais solicitações houver, maiores os riscos de elas não serem preenchidas e você perder a conversão.

Por isso, encontrar o meio termo é essencial.

Outra forma de otimizar e facilitar essa etapa - tanto para você quanto para o público - são os formulários inteligentes. Eles permitem que clientes recorrentes não precisem repetir as informações que já foram preenchidas em outras Landing Pages.

Além disso, para a empresa, isso evita que sejam recebidas informações repetidas sobre.

11. Página de agradecimento

Também chamadas de Thank You Pages, as páginas de agradecimento são mostradas logo que as pessoas completam a ação da Landing Page. Além de informar que o cadastro, compra ou solicitação foi, de fato, concluída (evitando possíveis dúvidas), elas são mais completas e informativas. 

Com isso, é possível agradecer à pessoa, estabelecendo mais proximidade e melhorando a experiência e a jornada de compras dela. 

Outra dica que pode ser aliada é a tentativa de manter o público navegando no site ou, ainda, conhecer outros materiais. Para isso, ao agradecer o preenchimento do formulário, você pode indicar outros materiais, ebooks ou conteúdos relacionados ou dispor um botão de retornar ao site.

__

Seguir esses sete passos vai facilitar a criação de uma Landing Page bem construída e que realmente dialoga com o possíveis novos clientes. Elas são adições simples, mas que em todo o conjunto podem fazer toda a diferença em como a sua página é visualizada pela audiência.

Faça um teste e nos conte o que achou do resultado! Aqui na Nerdweb somos especialistas em criar sites com o objetivo de gerar leads e vendas. 

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.