E-commerce

5 ideias para você escolher um bom domínio de site para o seu negócio

Saiba o que é preciso levar em consideração para escolher uma URL atraente, com credibilidade e que facilite a vida dos seus consumidores.

Por Nerdweb - Dia 12 de Setembro de 2018 às 21:09

Assim como o nome da sua empresa precisa ser pensado com muita calma, ter ideias para escolher um domínio na internet é igualmente importante. Escolher um bom nome de site pode acabar se tornando uma maneira significativa de se tornar conhecido no mercado.

Por isso, por mais que você tenha algumas ideias criativas em mente, é preciso saber se elas são apropriadas para o mundo virtual. Há uma série de regras “implícitas” que muitas vezes podem fazer a diferença na hora de um consumidor encontrá-lo nas buscas ou mesmo digitar o seu nome na barra de endereços do navegador.

Nesse artigo, traremos cinco dicas que vão ajudá-lo a ser mais eficiente na escolha de uma URL. Lembre-se, esse endereço será o seu cartão de visitas daqui por diante, portanto pesquise muito antes de encontrar a opção mais conveniente:

1. O nome precisa ser de fácil digitação

Algumas palavras, por melhores que elas sejam, podem confundir as pessoas na hora da digitação. Por exemplo, se você pensar na palavra “expresso”, verá que nas buscas serão encontradas diversas grafias, como “expresso”, “espresso”, “expreço”, “espreço” e muitas outras possíveis. Ou seja, trata-se de uma palavra que parece, mas não é tão simples assim.

O primeiro passo, portanto, é pensar em palavras simples e curtas. Quanto menos letras ou números ele tiver, maiores são as chances de que os seus clientes escrevam o nome corretamente. A palavra “comida” é um bom exemplo. Trata-se de um termo claro e com pouquíssimas possibilidades de erro. Portanto, inicie as suas pesquisas procurando palavras mais fáceis.

2. Busque relação com a sua área

Uma URL não precisa, necessariamente, ter o nome da sua empresa. Muitas companhias optam por usar termos que descrevem melhor a atividade do que o nome da companhia. Uma empresa chamada “Chaveiro Borges” pode muito bem ter uma URL do tipo “chaveiroemcuritiba.com.br”. Note que esse é um termo muito mais próximo ao que as pessoas digitarão nas buscas, aumentando as chances de que você seja encontrado.

Usar mais de uma palavra na URL, em muitos casos, não é uma boa ideia, mas obviamente há exceções. O importante é que as pessoas, de alguma forma, possam associar a sua URL ao trabalho que você faz. Além disso, essa é uma maneira inteligente de encontrar bons termos que fujam do óbvio, pois os nomes mais comuns provavelmente já estarão reservados.

3. Evite números e hifens

Já mencionamos que não é uma boa ideia usar palavras compostas. Se elas tiverem hífen, então, redobre a atenção. Isso porque em uma divulgação nem sempre os seus usuários saberão se o nome em questão se escreve com tudo junto ou separado. Isso pode causar confusões na hora da digitação e afugentar possíveis clientes.

A mesma regra se aplica a endereços que tenham números. Afinal, se escreve “chaveiro51” ou “chaveirocinquentaeum”? Dúvidas como essa não são passíveis de serem explicadas em muitas formas de comunicação e, para as buscas, “51” e “cinquenta e um” são duas coisas diferentes. Por isso, não dê margem para erros como esses e evite a todo custo usar números e hifens na URL.

4. Prefira extensões “.com” e “.com.br”

Essa não é uma regra, mas um conselho. Há dezenas de formas de compor uma extensão, inclusive com sufixos específicos para as mais diversas áreas de atuação, como “.jor”, para jornalismo, ou “.med” para medicina. O problema é que o público em geral desconhece esses sufixos e fica com um pé atrás na hora de digitá-los.

Se você pensar em qualquer URL, instintivamente os usuários tentarão completa-la com as extensões “.com.br” e “.com”. Dessa forma, além de domínios com esse sufixo transmitirem mais credibilidade, a probabilidade de que o seu endereço seja encontrado é maior. Por isso, foque as suas buscas nessas duas extensões e, se possível, evite outras como “.net” ou “.info”. URLs para encurtadores, porém, são uma exceção a essa regra.

5. Verifique se o termo não é uma marca registrada

Eventualmente alguns usuários conseguem ter acesso a URLs de determinadas marcas que estejam disponíveis na versão “.br”. Por exemplo, vamos supor que você registre a URL “tesla.com.br”. Embora a empresa Tesla não opere no Brasil, você sabe que ela é mundialmente conhecida pelos seus carros. Portanto, se o site for de uma oficina mecânica, é possível que isso gere confusão na cabeça dos consumidores.

Quando isso ocorre, é bem provável que você possa ter problemas jurídicos no futuro. Se a marca acionar a sua empresa na justiça, possivelmente você terá que deixar de usar a URL ou até mesmo reembolsar a marca em questão de alguma forma. Por essa razão, evite problemas e acusações de plágio e má-fé preferindo o uso de termos originais para a URL do seu site.

Agências especializadas em marketing digital, como a Nerdweb, podem orientá-lo melhor em suas pesquisas e criar websites completos e personalizados. Entre em contato com a gente!

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.