Redes Sociais

Como funciona o algoritmo do Instagram? 5 mitos que foram por água abaixo

Conheça detalhes sobre o que o algoritmo da plataforma leva em conta para a promoção de conteúdo e saiba quais são as coisas que não ajudam em nada.

Por Nerdweb - Dia 12 de Setembro de 2018 às 21:09

A rede social Instagram é hoje uma das formas mais eficientes para que a sua empresa possa entrar em contato direto com o público. O sucesso da plataforma fez com que muitos se perguntassem como funciona o algoritmo do Instagram, de modo a obter mais sucesso nas postagens.

Embora esse continue sendo um mistério guardado a sete chaves, já que nenhuma plataforma fala abertamente sobre os detalhes do negócio, há muitas dicas que podemos coletar junto à especialistas na rede social que nos dão os caminhos de como obter maior êxito nas postagens.

Inclusive, algumas ações que muitos acreditam serem fundamentais, na verdade têm um peso pequeno na hora de ranquear o conteúdo.

Números comprovam que mudanças foram bem-sucedidas

Desde que o Instagram decidiu abandonar a exibição de posts em ordem cronológica, em julho de 2016, os usuários deixavam de ver 70% dos posts publicados na plataforma e pelo menos 50% dos posts dos amigos. Com as mudanças, hoje a plataforma conta com mais de 800 milhões de usuários e todos conseguem acompanhar até 90% das postagens dos amigos – o que aumentou o tempo de permanência no app.

Decisões como essa tornaram o algoritmo ainda mais misterioso, especialmente para as empresas que nem sempre têm um base tão engajada de fãs. Isso significa que a quantidade de seguidores não é propriamente um indicativo de sucesso se eles não vierem acompanhados de um número proporcional de curtidas ou comentários.

Basicamente, podemos indicar três fatores como sendo chaves para o sucesso na plataforma: interesse, frequência e relacionamento. Faça um teste observando a sua própria linha do tempo. Veja se, de alguma forma, posts que atendam bem a esses três requisitos não se destacam na plataforma para você. Apostamos que sim. Vamos entender melhor esses pilares de importância.

Por interesse, o Instagram leva em consideração o quanto você interage com os posts de uma determinada conta. Se você vê as imagens, curte ou comenta, essas contas em especial passam a ter um peso maior para o seu ranking, aparecendo mais no seu feed do que outras que você segue, mas interage menos.

O fator frequência é outro item fundamental. Isso significa que quanto mais recente for a imagem, maiores são as chances de ela aparecer no feed dos seus seguidores. Por isso, é preciso potencializar as oportunidades postando frequentemente novos conteúdos. Postar uma ou duas vezes por semana, por exemplo, é ruim aos olhos do algoritmo.

Por fim, há o fator relacionamento. Quanto mais próximo você for em relação à uma conta, maiores são as chances de que ela se destaque no seu ranking. Assim, relacionamentos que se alimentam mutuamente costumam potencializar as chances de exibição. Se você curte as fotos da sua esposa ou dos seus filhos, certamente já percebeu que mesmo sem torna-los “favoritos”, suas atualizações não deixam de aparecer.

Desmistificando alguns conceitos sobre o Instagram

De acordo com o site Techcrunch, que teve a oportunidade de conversar com integrantes da equipe do Instagram, alguns conceitos que muitas pessoas tomam como verdade são falsos ou estão um pouco distorcidos. Diretamente, o Instagram não confirma essas informações, mas seus engenheiros dão bons indícios de que certas coisas precisam ser desmistificadas.

1. Vídeos têm prioridade sobre fotos?

Mito. Segundo a equipe do Instagram, não há nada no algoritmo que direcione a plataforma para exibir mais vídeos do que fotos na sua linha do tempo. No entanto, o fato de você consumir mais vídeos do que fotos, pode fazer com que eventualmente mais vídeos apareçam. Entretanto, mesmo que você veja apenas vídeos, isso não significa que as fotos deixarão de ser exibidas.

2. Quem usa mais o Stories tem privilégios?

Mito. Segundo a equipe do Instagram, usar mais ou menos o Stories não fará de você um usuário “melhor” ou “pior” na plataforma. Já mencionamos que o fato de passar mais tempo usando o Instagram como um todo pode contar pontos, mas o uso específico de uma ferramenta não tornará seus posts bem-sucedidos da noite para o dia.

3. O Instagram “pune” aqueles que postam demais?

Mito. Postar com muita frequência pode irritar os seus seguidores, mas não faz com que o algoritmo desconte pontos do seus ranking. O ideal é postar de duas a três vezes por dia, para que o conteúdo tenha tempo de ser visto pela maioria dos seus seguidores, mas se você postar mais do que isso não será punido, apenas verá que naturalmente seu alcance diminuirá, já que os usuários tendem a não gostar disso.

4. Há diferença entre contas pessoais e empresariais?

Mito. Segundo o Instagram, tanto perfis pessoais quanto de empresas têm na rede social as mesmas possibilidades de alcance, não havendo distinção entre eles. Por conta disso, as estratégias a serem adotadas para crescimento podem ser as mesmas para todos os tipos de perfil. Mudar de um tipo de perfil para outro não terá impacto nos resultados.

5. O Instagram esconde alguns posts para que você não veja tudo?

Mito. Se um perfil que você segue postou alguma coisa, então você estará apto a conferir essa postagem. O que pode acontecer é que a imagem ou vídeo em questão não apareçam por primeiro na sua timeline ou com a frequência que você gostaria. Porém, basta ir diretamente até o perfil para conferir as postagens e todas elas estarão lá.

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.