Conteúdo

Venda muito mais: 5 razões por que o seu conteúdo pode gerar poucos leads

Entenda por que não basta produzir conteúdo de forma desenfreada; é preciso ficar atento a alguns conselhos para garantir um melhor índice de conversão.

Por Nerdweb - Dia 11 de Janeiro de 2019 às 12:01

Que produzir conteúdo para divulgação da sua marca e dos seus produtos é importante, todo mundo sabe. Entretanto, há empresas que estão fazendo isso mas não compreendem as razões do seu conteúdo gerar poucos leads. O que será que elas estão fazendo de errado?

Se você é mais um que se vê preocupado com essa questão, tenha calma. Embora na teoria as coisas sejam simples, na prática é preciso estar muito atento a uma série de detalhes para não acabar fazendo esse tipo de trabalho à toa. Contar com o auxílio de profissionais nessa jornada é fundamental para alavancar seu negócio.

Nesse artigo, listamos cinco razões bastante comuns pelas quais o seu conteúdo pode estar falhando na hora de gerar leads. Vale a pena conferir e revisar o que vem sendo feito no seu trabalho.

1. Tenha em mente o seu público-alvo

A primeira pergunta que você deve se fazer é: será que o conteúdo que você está escrevendo é do interesse do seu público-alvo? Esse é um erro básico que muitas empresas cometem quando apostam em conteúdo que sejam muito mais do agrado do proprietário ou dos seus gestores do que realmente tenha afinidade com aquilo que o público anseia.

Em marketing digital, chamamos isso de persona. Você precisa construir o perfil da persona a ser buscada e, a partir disso, pesquisar e compreender quais são os temas que parecem mais interessantes para eles. Você pode mensurar isso a partir das estatísticas das suas postagens ou por meio de pesquisas diretas com os seus clientes. Após uma breve análise dessas informações, você verá que talvez não conheça perfeitamente qual é o perfil do público para quem você está produzindo conteúdo.

2. Seu conteúdo precisa ser valioso

O quão valioso é o seu conteúdo na vida dos potenciais consumidores? Uma postagem cujo objetivo seja meramente o de listar produtos esperando que as pessoas cliquem nos links e os comprem, certamente tem um baixo valor agregado. Por essa razão, pode ser que os seus leitores encarem isso como uma mera “propaganda disfarçada” e não tenham interesse nenhum em interagir com esse conteúdo.

O material produzido pela empresa deve agregar valor à vida dos leitores. Faça essas perguntas: o texto traz informações relevantes? Conta um fato novo? Ensina os usuários a fazer alguma coisa? Esclarece dúvidas sobre o melhor uso dos produtos? Provoca reflexão? Se a resposta for “não” para a maioria dessas perguntas, é sinal que há algo errado. Pense além da sua marca e mantenha o foco nos benefícios que um bom conteúdo pode trazer para o consumidor.

3. Suas landing pages não foram bem trabalhadas

Ok, vamos supor que você esteja em dia com os dois itens acima: seu conteúdo é bom e está direcionado para o público-alvo correto. Porém, ainda assim os resultados são ruins. É possível que você esteja enfrentando um problema técnico com o seu blog. As páginas podem estar formatadas de maneira incorreta, dificultando a vida dos mecanismos de busca para encontrá-las.

Se for esse o seu caso, o melhor caminho é o investimento em técnicas de SEO. A utilização de palavras-chave, o correto posicionamento delas, o tamanho dos textos, a construção da URL e até mesmo o layout do site, que deve ser adaptado para dispositivos móveis além da tradicional versão para PC, são fatores que contribuem para melhorar a relevância das suas postagens.

4. CTA: a chamada para a ação

Será que o seu conteúdo é instigante o suficiente para fazer com que o leitor, além de ler, tenha interesse em seguir adiante? Por isso, induzí-lo a realizar uma ação é importante: o CTA é uma sigla para “call to action”, ou seja, a “chamada para a ação”. Não basta apenas colocar um link no final da página, é preciso oferecer algo mais.

Essa chamada pode vir na forma da assinatura de uma newsletter, de um pedido de orçamento ou do download de um e-book. Todas essas ações são possíveis de serem “guiadas” na hora da leitura. Portanto, é importante pensar antes de tudo no objetivo de cada postagem e construir o conteúdo de forma a potencializar os resultados.

5. Fiz tudo certo até aqui: paro por aí?

De forma alguma, seu trabalho está apenas começando. É hora de levar esse conteúdo ao público e, para isso, é preciso saber como tirar proveito dos canais de distribuição. As redes sociais, como o Facebook, o Twitter e o Instagram, são algumas dessas alternativas. Fora elas, temos as newsletters, o e-mail marketing, a assessoria de imprensa, os sites parceiros e muitas outras opções.

Lembre-se que cada um dos meios possui uma linguagem diferenciada e, muitas vezes, públicos diferentes. Esse é o momento ideal para você contar com especialistas em marketing digital, para indicar a melhor estratégia de promoção do seu conteúdo. De que adianta investir alto na produção de conteúdo de qualidade se o seu público-alvo não ficar sabendo disso?

Conte com a expertise da Nerdweb para seu conteúdo conquistar seu público e gerar retorno para sua marca. Entre em contato e solicite um diagnóstico com nossa equipe.

Confira mais conteúdos e dicas no blog Nerdweb:

FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.