Publicidade

Como fazer para reduzir os custos das campanhas no Facebook Ads

Conheça 8 dicas que ajudam a otimizar os custos dos anúncios de campanhas do Facebook Ads para você ter mais resultado na rede social.

Por Nerdweb - Dia 21 de Abril de 2017 às 00:04

Cerca de 80% da população brasileira está no Facebook, o que o torna uma plataforma perfeita para você exercer o marketing digital e você já está careca de saber isso. Mas como fazer para diminuir os custos das campanhas no Facebook Ads?

É complicado estimar quanto cada negócio precisa investir no Facebook Ads para dar certo, pois depende de muitas variáveis. Existem negócios que conseguem sucesso com muito dinheiro investido, enquanto outros que não gastam nem R$ 200 por mês na plataforma e conseguem resultados extraordinários.

Isso varia de acordo com o público, a natureza do produto, a campanha e a estratégia envolvida. Se você quiser traçar um planejamento estratégico para a sua marca, por exemplo, entre em contato conosco para estudarmos juntos o seu público.

Porém, se existe uma verdade é que há sempre como otimizar e reduzir os custos das suas campanhas para obter resultados mais assertivos, buscando sempre ter um retorno positivo sobre o investimento.

1. Está começando? Não invista muito

O erro mais comum de qualquer novato na plataforma Facebook Ads é pensar que colocar mais dinheiro significa necessariamente ter mais retorno. Equívoco. O ideal é você saber direcionar as suas campanhas e encontrar o modelo certo que consigo ter um custo baixo e retorno alto para daí sim colocar mais dinheiro.

Por isso, é recomendado sempre colocar apenas uma pequena quantidade de dinheiro na campanha durante um curto intervalo de tempo para você analisar as métricas dela. Com base nisso, você pode testar um texto diferente, uma imagem diferente ou até mesmo mudar a abordagem completamente, alterando até mesmo o público-alvo que foi segmentado.

Como o Facebook Ads permite que você veja o seu custo por usuário, é possível verificar as campanhas que conseguem ter resultados melhores. Nossa dica é criar uma planilha na qual você crie uma matriz com o mesmo anúncio com alterações de público, imagem, texto e acompanhe o resultado delas.

Somente quando você encontrar uma campanha que parece ter efeito, daí sim você pode aumentar o investimento nela e criar outras campanhas com modelos parecidos. Portanto, é necessário viabilizar, ou seja, testar hipóteses.

O fantástico da internet é que você pode testar n hipóteses com custo baixo. Sendo assim, experimente à vontade e não tenha medo de errar. Você tem que errar muito e errar rápido, para então aprender a não cometer mais os mesmos erros.

2. Não restrinja o público-alvo demais

Como explicamos no item acima, você vai ter que realizar muitos testes e experimentos no início, então não é uma boa segmentar a sua campanha demais. O seu público-alvo pode ficar demasiadamente pequeno e então suas métricas serão muito distorcidas e não confiáveis.

Não use tantas restrições. Faça o básico e acompanhe a evolução dos dados. Somente quando você estiver performando num retorno positivo é que você vai tentar otimizar ainda mais e realizar testes de segmentação. Se o seu raciocínio de modelo ainda não está validado, deixe para outra hora.

3. Faça investimentos diários

Isso mesmo. Não optar pelo Orçamento Vitalício pode ser muito inteligente. O Facebook até sugere que você escolha ele no começo, pois o valor de toda a campanha será dividido entre os anúncios pelo próprio Facebook, que determina os melhores dias e horários para exibir ao público.

Só que mesmo o todo-poderoso algoritmo do Facebook vai precisar de um tempo para acertar a mão desses anúncios, o que exigirá muitos dias até ele automaticamente organizar e otimizar a sua campanha para um melhor desempenho. Pense que ele é um robô que vai gastar seu orçamento com várias variações também procurando validar hipóteses.


Por causa disso, uma orientação que damos para quem precisa de resultado rápido e tem o orçamento apertado é o de puxar a responsabilidade e cuidar da campanha pelas próprias mãos. Ou seja, escolher a opção Orçamento Diário no qual você define o teto máximo gasto por dia em cada campanha.

Isso permite você obrigar a plataforma a exibir os anúncios para trazer os resultados propostos. E se ela não der o resultado esperado, você pode ir mexendo no investimento diário até encontrar o equilíbrio perfeito. Você está no controle.

4. Use o Facebook Power Editor

Embora o Facebook permita impulsionar publicações diretamente em uma fanpage, a ferramenta de gestão de anúncios Power Editor é muito mais fácil de criar, editar e duplicar campanhas. Em outras palavras, para realizar ações em conjunto ela é muito eficiente e produtiva.


5. Use o pixel do Facebook Ads no seu site

O pixel do Facebook é um código no qual você instala em seu site para obter informações para contar o número de conversões a partir de campanhas, criar uma lista de retargeting ou criar uma lista de público semelhante ao que trafega no seu site.


Se o produto ou serviço final está num site, é altamente recomendável instalar o Pixel do Facebook para rastrear. Outra forma de fazer isso também é utilizar o URL Builder do Google, um recurso para o Google Analytics que vai possibilitar rastrear a origem do tráfego de forma personalizada, facilitando sua análise de dados.

6. Crie um blog para poder criar uma lista de retargeting

Se você quer encontrar aquele cliente interessado no seu produto que conheceu a sua marca, produto ou serviço via Facebook, a dica é usar o Retargeting. O pixel do Facebook possibilita isso, mas como você vai fazer o usuário entrar no seu site? Campanhas que só direcionam para Landing Page são muito custosas.

Uma boa ideia é criar um blog para alimentar com conteúdo pertinente ao ecossistema do seu produto e serviço para atrair clientes interessados. A partir do momento que eles navegarem no seu site, você terá esse rastreamento para exibir campanhas de retargeting que serão exibidas somente para esses usuários. Muito mais assertivo.


Aliás, dentro do Power Editor você pode entrar na área Informações de Público e conhecer mais detalhes da sua audiência, gerando insights de conteúdos que você pode produzir para atrair potenciais clientes ao site.

7. Campanha nova sem histórico? Teste o oCPM

Os anúncios do Facebook possuem vários formatos de entrega. Os mais comuns são CPA, CPC e CPM. Destes, o CPM (custo por mil impressões) é um dos mais famosos: o Facebook consumirá seu orçamento a cada mil impressões na timeline do público-alvo.

Outro muito famoso é o CPC (custo por clique). Ele consome o orçamento apenas se o usuário clicar no anúncio, tornando-se muito interessante para quem busca aparecer na barra lateral do Facebook, onde há uma exibição mais recorrente.

Contudo, se você está criando uma nova campanha e ainda não tem ideia em como ela vai performar, recomendamos testar o formato oCPM. Ele nada mais é que o CPM otimizado. Neste caso, o Facebook força o algoritmo a tentar encontrar um público-alvo mais preciso e específico, principalmente em campanhas onde você busca por pessoas mais restritas.

Ele também é especialmente interessante em quem faz campanha retargeting, ou seja, buscando aparecer para usuários que já passaram alguma vez pela sua propriedade e cujo interesse deve ser muito maior.

8. Campanha que nunca dá resultado?

Se você tem uma campanha que não consegue um bom desempenho de jeito nenhum, talvez seja a hora de testar algo mais drástico como última chance. A dica é escolher o CPA (custo por aquisição) na sua versão Turbo (na qual ele aplica 20% a mais de orçamento). Fazendo isso seu anúncio será muito mais exibido.

Essa medida é muito mais arriscada, por isso não use muito orçamento, mas ela é válida quando você quer ter certeza que o insucesso da campanha não tem a ver com a plataforma do Facebook, mas sim com a qualidade ou direcionamento dado.


Ufa! Bastante coisa, não é? São ações fáceis, porém trabalhosas e que exigem tempo. Se você tem pressa para criar um site e gerenciar campanhas no Facebook Ads, mas precisa se focar na atividade principal do seu negócio, conte com a Nerdweb.

Somos apaixonados por marketing digital e podemos montar um planejamento estratégico junto da sua equipe para você começar a ter resultados concretos via Facebook!


FIQUE POR DENTRO!

Fique atualizado com as últimas noticias, dicas e novidades da Nerdweb.